QI

Qi (energia), Xué (sangue) e Jin Ye (líquidos orgânicos) são os constituintes básicos do organismo. Qi é constituinte principal ou a raiz do homem (pronuncia-se Tchi, como o som do vapor saindo de uma chaleira)

Qi é de natureza Yang  e no binômio energia e matéria certamente seria classificado como energia, mas traduzir Qi por energia é incorreto. Não há termo equivalente em línguas ocidentais pois Qi possui muitos significados, ele se refere tanto a substância (Qi material) quanto a função (Qi funcional). O Qi funcional produz e controla o Qi material, fonte do Qi funcional.

O Qi pode ser Congênito (herdado dos ancestrais como os genes) ou Adquirido (somatório do Qi Respiratório e do Qi dos alimentos). O Qi congênito não circula no organismo: no baixo ventre ele se mescla com o Qi adquirido formando o Qi Essencial (Yuan Qi) que ascende e é distribuído ao organismo. Quando circula nos meridianos se chama Qi dos Meridianos, nos órgãos internos é o Qi dos Zang-Fu.

Existem ainda outras formas, como o Qi Peitoral (Zhong Qi) força de impulsão para o Qi respiratório (Pulmão) e o sangue (Coração): sinais de sua fraqueza são a voz fraca e a palpitação. Já o Qi Defensivo (Wei Qi) formado pelas frações impuras do Qi circula na pele com função imunitária, além de atuar no controle da abertura e fechamento dos poros regulando a sudorese e a temperatura.

De modo geral reunem-se todos os fatores indutores de adoecimento (climáticos, biológicos, emocionais, alimentares, tóxicos, etc.) na categoria Qi Patogênico. Já o conjunto dos fatores de resistência ao adoecimento, incluindo os fatores imunológicos e a própria vitalidade do indivíduo é chamado de Qi Anti-Patogênico.

Aporte do Qi (De Qi) é o termo que designa as reações que ocorrem quando da inserção da agulha de acupuntura e indica que o Qi foi estimulado. Caso não se obtenha o De Qi as respostas terapêuticas serão mínimas (as reações mais comuns são a contração muscular, as sensações de calor, distensão, choque ou formigamento). A dor ao agulhamento decorre de outros fatores e não indica De Qi.

O Qi dos meridianos e o Qi dos Zang-Fu circulam em sentido definido, sendo mais importante os movimentos verticais. Quando eles não ocorrem ou invertem se diz haver Rebelião do Qi. A tosse, diarréia e vômito pertencem a essa categoria.

 

Constituintes

Funções

Distribuição

Qi (Energia)

Mover, aquecer, transformar, proteger, reter, nutrir

Meridianos e vasos sangüíneos

XUE (sangue)

Nutrir e umedecer

Meridianos e vasos sangüíneos

JINYE (líquidos)

Nutrir, lubrificar, umedecer, proteger

Tecidos corporais, interstícios

JING (essência)

Ativar transformação, crescimento e reprodução

Vasos maravilhosos e meridianos principais

SHEN (espírito)

Vitalizar o corpo e a consciência

Reside em Xin (coração)

Os cinco constituintes do organismo

Outro conceito peculiar da Medicina Tradicional Chinesa é o das essências (Jing). Esse termo se refere a parte pura ou inata das coisas. Há uma parte adquirida e a essência herdada dos ancestrais (que é estocada em Shen (Rins) e preside as funções de reprodução, crescimento e desenvolvimento). A essência é a raiz do Qi.

Outra categoria é o espírito (Shen). Não se trata de uma entidade espiritual mas da manifestação da força vital (o pulso mostra o Shen do coração).

Os conceitos de Xué (sangue) e JinYe (fluídos corporais) são similares aos ocidentais.